O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) publicou a recomendação 103 padronizando a documentação a ser apresentada pelo devedor no pedido de recuperação judicial. A providência tem por objetivo auxiliar o devedor, os credores, o administrador judicial e o juiz a identificar se a documentação apresentada está adequada conforme a lei.

Padronizar procedimentos é sempre importante para garantir celeridade e eficiência.

A recomendação nasceu no Grupo de Trabalho (GT) constituído para aprimorar os processos de recuperação judicial do país.

O sócio do FVA Geraldo Fonseca, compõe o seleto grupo de trabalho e participou da aprovação da resolução.

Parabéns Geraldo e CNJ por mais essa medida em benefício de todos os envolvidos.