O aplicativo Voilà Al Artist é a nova mania do momento, através da inteligência artificial converte suas selfies em animações 3D e o usuário pode compartilhar o desenho com suas conexões. Essa ferramenta lembra o FaceApp, que através de fotos envelhecia as pessoas, utilizando filtros.

Mas, você já leu a Política de Privacidade do Voilá? Porque lá consta que as imagens enviadas para o aplicativo passam a ser propriedade da Wemagine.Al (empresa responsável pelo app), e não deixa claro sobre o que é feito com as imagens encaminhadas. Pelo fato do app ter monetização própria, entende-se que a venda de fotos dos usuários não seria seu foco.

A Política de Privacidade da Wemagine.Al, informa que podem ser coletadas as fotos escolhidas pelo usuário; o modelo do celular; a resolução da tela do aparelho utilizado; o sistema operacional; a geolocalização e sites visitados. Mesmo com o relato da Wemagine.Al informando que utiliza esses dados para melhorar a ferramenta e prevenir fraudes, todo cuidado é valioso, já que hoje o reconhecimento facial é uma senha.

É habitual empresas armazenarem imagens coletadas para treinar mecanismos de inteligências artificiais, mas essa informação raramente consta nas Políticas de Privacidade das companhias, ferindo a privacidade dos usuários e segurança dos seus dados pessoais.

Os perigos por trás de uma simples brincadeira:

  • Muitos dispositivos e aplicativos utilizam reconhecimento facial para serem liberados, portanto, cuidado com a coleta da imagem do seu rosto. Se uma pessoa não autorizada tiver acesso ao banco de dados dessas imagens, no caso do Voilà, hospeda seus dados no Google, através da Cloud Plataform, poderá utilizá-las e se passar por você.

 

#voilà #privacidade #rosto #imagem #dadopessoal #reconhecimentofacial