Desindexação: não se trata de um direito, mas sim da retirada de alguma informação de uma pessoa do buscador. Porém, na fonte de origem, a referência continua. Os dados pessoais não são apagados.

Já o direito ao esquecimento, trata-se de um requerimento para remoção do conteúdo lícito do passado de determinada pessoa. Deve-se ter cautela, para não ser banalizado, uma vez que deve ser utilizado apenas nos casos em que as informações do passado possam proporcionar danos ao titular da informação. Mais cautela ainda com o Streisand Effect, pois a tentativa de censurar ou remover alguma informação pode-se voltar contra a própria pessoa, resultando na vasta replicação do conteúdo.

A LGPD não dispõe sobre o direito ao esquecimento, mas trata sobre a correta tutela do controle dos dados pessoais das pessoas naturais, como correção, anonimização, bloqueio, eliminação e revogação.